top of page

Resgate de familiar

Atualizado: 29 de mai. de 2023

(Publicado originalmente no blog Apometria Universalista em 21/6/2020)


A postagem anterior Lixo Hospitalar Espiritual gerou muitos comentários quando postamos em nosso grupo Apometria no Facebook, onde pode-se perceber como as pessoas têm ilusões de que basta uma oração para que a pessoa falecida seja socorrida, outros perguntando onde estaria a misericórdia divina, etc. A realidade da dimensão astral, que é o que nós mostramos em nossos relatos, não é essa. Se a pessoa não tem ela própria alguma elevação espiritual geralmente não bastam orações.

Hoje efetuamos outro resgate que exemplifica bem essa situação. Uma pessoa que leu o artigo anterior lembrou do pai que faleceu há 19 anos num acidente de carro e nos solicitou que efetuássemos o resgate, apesar dela achar que ele poderia estar em algum lugar melhor, devido as ações dele em vida, pois era uma pessoa normal como qualquer um de nós, trabalhava, era honesto, foi um pai carinhoso, cuidou do próprio pai doente dele na velhice apesar deste ter abandonado a família, etc

No acidente de carro morreram o pai da consulente, a segunda esposa com quem ele vivia e a filha adotiva desta, todos adultos. Inicialmente sintonizamos com o pai da consulente, que estava sentindo uma mistura de medo e raiva. Estava muito cansado, sofrendo muito, ainda sem saber o que aconteceu, achava que estava perdido, não lembrava do acidente de carro e não sabia que estava morto. Incorporei ele num médium e conversei com ele, que disse que onde estava era uma noite eterna, parecia estar num pesadelo, e quando eu lhe disse que sua filha havia solicitado o resgate ele perguntou porque demorou tanto, pois não sabia estar morto, na confusão mental dele ele imaginava estar perdido.

Somente quando lhe perguntei se ele não lembrava do acidente de carro é que ele começou a cair em si, e quando eu lhe disse que ele havia morrido no acidente ele teve um choque, ficou alguns minutos atônito. Depois ele quis saber da mulher e eu lhe perguntei se ele não a tinha encontrado, tendo ele respondido que não. Nós o encaminhamos para nosso hospital no astral e rastreamos as outras duas vítimas do acidente, a mulher e a enteada dele. A mulher estava em pânico, ficou presa nas ferragens e não conseguia sair. Imaginava que estava morta, mas não conseguia sair dali. Quando ocorreu o acidente ela ficou muito apavorada instantes antes de morrer e plasmou o automóvel acidentado no astral, onde ficou presa.

Ela também não viu mais ninguém, apenas vivenciava incessantemente a situação de estar presa nas ferragens sem conseguir sair. Nós a retiramos e a encaminhamos ao hospital. A filha dela quando a encontramos estava chorando, dizia que estava abandonada na estrada e que ninguém vinha buscá-la. Assim como os outros, ela não via eles, estava sozinha, só via a estrada e esperava um resgate que não apareceu. Ela lembrava do acidente, disse que conseguiu sair de dentro do carro e ficou ali na estrada esperando alguém aparecer. Levamos ela para o mesmo hospital que os outros dois, sua mãe e o padrasto.

Como já explicamos em outros posts existem equipes de socorristas ligadas a colônias espirituais, mas a quantidade de trabalhadores aptos e dispostos a efetuar resgates é muito inferior a quantidade de pessoas que morrem diariamente e a grande maioria não é resgatada, ficam vagando até serem atraídos para uma nova reencarnação, muitos sem nem saber que estiveram mortos. Essa é a realidade com a qual nos deparamos em mais de 15 anos resgatando espíritos. Dizer que basta orar que a pessoa é resgatada, que Jesus vai vir buscar, algum anjo ou espírito de luz, é uma ilusão das pessoas que querem acreditar que todos terão o mesmo amparo depois de mortos, mas não é isso o que acontece na prática.

107 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page