• Gelson Celistre

O beijo (tumor)

Atualizado: 30 de nov.

(Publicado originalmente no blog Apometria Universalista em 23/5/2022)

Atendemos um menino a pedido da mãe que está com um tumor benigno no rosto, vai operar e não deve deixar sequelas, mas o que está por trás disso são ações do menino de outras vidas que envolvem outros espíritos e tudo começou com um beijo no rosto. Sabe quando alguém vai beijar uma criança e ela não quer? Então, aconteceu isso com esse menino na vida atual, ele ficou contrariado com um beijo que lhe deram no rosto e isso desencadeou uma série de conexões energéticas que culminou com esse tumor no rosto dele.

Ao sintonizar com ele já identificamos um espírito rindo da situação do menino. Numa vida passada ambos foram colegas em um internato na Inglaterra, estavam na faixa dos 16 anos de idade, e o menino que atendemos estava apaixonado por uma menina e sonhava em namorar com ela. Porém, o colega dele era gay e estava apaixonado por ele. Numa tarde ambos estavam praticando um esporte ao ar livre, caíram, o amigo gay caiu por cima do menino e aproveitou para lhe dar um beijo no rosto.

O menino ficou com muita raiva, empurrou o outro, lhe deu um soco no rosto e contou para todo mundo ali na escola, reclamou com os professores, foi um escândalo. Chamaram os pais do colega gay, ele passou a sofrer bullying na escola e até um professor que ela homossexual passou a abusar dele. Em pouco tempo ele não suportou essa situação e cometeu suicídio por enforcamento. Na vida atual alguém beijou o menino no rosto e a contrariedade que ele sentiu foi a mesma daquela vida, isso abriu essa frequência e trouxe para perto dele o antigo colega gay que cometeu suicídio por causa de um beijo. Esse espírito atualmente está encarnado, é um homem adulto, mas foi atraído para perto do menino com a personalidade daquela vida. Nós apagamos a mente desse homem e fechamos aquela frequência, ele voltou para seu corpo físico com a personalidade atual e caso encerrado certo? Errado.

Isso ainda não explica o tumor no rosto do menino por isso investigamos mais para descobrir a causa. Voltamos então

para essa mesma vida passada e encontramos o menino já com 18 anos e aquela moça por quem ele era apaixonado está noiva e vai se casar. Ele está arrasado, não consegue aceitar que ela vai se casar com outro homem, e a presença junto dele do amigo gay que se matou por tê-lo beijado no rosto o levou a cometer um ato de loucura. Ele se dirigiu até a igreja no dia do casamento da moça por quem era apaixonado, ela já estava no altar prestes a pronunciar os votos, ele caminhou pelo corredor central da igreja até a frente do altar, a cerimônia foi interrompida, todos na igreja estavam olhando para ele, que encostou o cano de um revolver no rosto, no mesmo local onde recebeu o beijo do colega gay, e disparou. Ele morreu ali mesmo e foi chocante para todos que assistiram, principalmente para a noiva, que ficou sendo assombrada pelo espírito do rapaz a vida toda. Atualmente essa moça esta encarnada, mas aquela situação foi tão traumatizante para ela que quando o menino foi beijado na vida atual e desencadeou tudo isso ela foi desdobrada e voltou para aquela frequência, para aquele momento traumatizante no altar. Apagamos a mente dela e de várias outras pessoas que estavam na igreja e que ficaram igualmente traumatizadas com o suicídio do rapaz. O tumor no rosto do menino é uma energia residual desse suicídio que ele cometeu em vida passada. Agora sim encerramos esse caso, e tudo começou com um beijo.



40 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Tabagismo

Baal