• Gelson Celistre

Inana

Inana é a deusa sumeriana do amor, do erotismo, da fecundidade e da fertilidade, e seu culto começou há cerca de 4.000 anos antes de Cristo. Também foi adorada pelos acadianos, babilônios e assírios sob o nome de Istar ou Ishtar. É provável que essa deusa tenha inspirado a criação de deusas de outras civilizações como a deusa Astarte dos fenícios e a deusa Afrodite dos gregos.

Essa deusa estava no astral sem reencarnar há milhares de anos e vivia sugando a energia sexual de casais. Ela vivia num palácio muito bonito todo ornado com flores, mais de 5.000 flores, e em cada flor havia um casal de espíritos encarnados presos em desdobramento dos quais ela sugava a energia sexual.

Como não é mais cultuada há milênios, através de espíritos que eram seus servos ela renovava seu plantel de casais fazendo trabalhos de magia que envolvem casais, amarração e separação, através de cartomantes que foram feiticeiras e bruxas em vidas passadas e que tiveram alguma ligação com ela.

Foi assim que a encontramos, um feitiço de uma cartomante para separar um casal, um feitiço forte, pois causou problemas nos órgãos genitais do casal que os impediam de fazer sexo e eles estavam realmente se afastando. Desmanchamos o feitiço da cartomante e predemos um dos servos de Inana que se passava por guia espiritual da cartomante, mas que na realidade apenas direcionava para a deusa a energia dos casais que eram alvo de algum feitiço dessa cartomante.

Um fato interessante é que apesar de originalmente ser uma divindade feminina, atualmente Inana se assemelhava mais a uma pessoa andrógina, pois à primeira vista seria difícil identificar se ela era do sexo masculino ou feminino, o que é compreensível pois ela se alimentava igualmente da energia sexual de homens e mulheres.

No palácio de Inana havia mais de 100 espíritos que eram seus servos, além dos 5.000 casais em forma de flores. Os servos do palácio foram encaminhados para reencarnação e os casais aprisionados ali foram libertados e reacoplados ao corpo físico. O palácio foi destruído e Inana teve a mente apagada, vai entrar no ciclo reencarnatório em breve.

216 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Pazuzu

Baal