top of page

Dificuldade em manter relacionamentos

Apesar das pessoas românticas acreditarem que basta amar, que os sentimentos são suficientes para manter um relacionamento, na prática é bem diferente porque tudo ao nosso redor influi na relação além dos nossos sentimentos. A dificuldade em manter relacionamentos pode ter várias causas relacionadas a psique das pessoas, suas personalidades e hábitos, interesses, a profissão, a escolaridade, o nível socioeconômico, os parentes e amigos, etc. Quando passamos a nos relacionar com outra pessoa estamos provocando a colisão de dois mundos e para que os dois se fundam e se tornem um só pelos menos alguns desses fatores precisam estar bem alinhados entre o casal e é preciso abdicar de outros.

Atendemos uma mulher na faixa dos 50 anos cuja queixa é que seus relacionamentos não duram, ela relata que até não tem dificuldade em iniciar novos relacionamentos, que no início vai tudo bem mas logo desanda e acaba. Ela relata também que em sua família esse fenômeno se repete, ela tem sete irmãos, quatro mulheres e três homens, e apesar de terem tido relacionamentos durante a vida nenhum deles é casado, como se fosse uma maldição. Aqui vamos acrescentar mais duas causas que influenciam na dificuldade em manter relacionamentos, o karma e frequências de vidas passadas.

O karma porque dependendo de como a pessoa foi nos relacionamentos em vidas passadas, por exemplo se a pessoa foi um homem que enganava as mulheres e as abandonava ou que impediu outras pessoas de se relacionarem, evidente que ao resgatar esse karma ela não vai ter facilidade de manter os relacionamentos. Além disso o karma geralmente vem acompanhado de espíritos obsessores que tem relação com o karma que estamos resgatando, é um fator a mais na equação.

As frequências de vidas passadas são existências que nós tivemos nas quais existem espíritos presos e que por questões kármicas ficam conectados a nós. Quando uma frequência dessas está aberta e nós sintonizamos com ela passamos a viver desdobrados nessa frequência na dimensão astral com a personalidade que tínhamos nessa vida passada e sofremos a influência de nossa própria personalidade e da condição mental e de saúde dos espíritos ligados a nós nessa frequência.

No caso dessa mulher além dos fatores normais que influenciam todas as relações e que tem a ver com a psique havia esses outros dois fatores atuando. Numa vida passada nos anos 1.200 D.C. na Europa ela foi um monge que foi encarregado por seus superiores de conseguir mais gente para o mosteiro, que ficava num local afastado e de difícil acesso. Esse monge então saiu a catar gente nos vilarejos mais próximos e conseguiu 17 meninos que levou para o mosteiro, ele simplesmente os sequestrou e levou para o mosteiro para viverem como monges sem lhes dar a opção de recusar.

Esses meninos tinham que fazer serviços pesados no mosteiro que ainda estava em construção e a maioria morreu antes de ficar adulta, apenas seis sobreviveram e se tornaram monges. Então essa mulher na vida atual está resgatando esse karma e por isso não consegue manter os relacionamentos. Os pais dela na vida atual eram os superiores dela no mosteiro e cinco de seus irmãos na vida atual também eram monges no mosteiro, então eles todos carregam essa energia de celibato, de ficarem sós.

Além disso a mulher estava sintonizada com essa vida passada e no astral ela estava desdobrada com a personalidade de monge que teve nessa vida passada, frequentava o monastério que existe no astral e lá viviam 38 espíritos, incluindo os que ela sequestrou e que morreram ainda crianças. Nós resgatamos os 38 espíritos que viviam no monastério e desconectamos a mulher dessa frequência de vida passada, que foi fechada. Às vezes, como nesse caso, as causas do relacionamento não durar não estão apenas ligadas a questões na nossa psique, tem a ver também com questões de vidas passadas.

Posts Relacionados

Ver tudo

Kommentare


bottom of page