top of page
  • Gelson Celistre

Compulsão alimentar

(Publicado originalmente no blog Apometria Universalista em 24/10/2021)


"A compulsão alimentar é um transtorno psicológico que pode começar devido a crises de ansiedade, problemas hormonais, dietas muito restritivas ou uma grande perda, por exemplo, o que faz com que a pessoa sinta a necessidade de comer em grandes quantidades, muito rápido e, em algumas situações, escondido, mesmo que não esteja com fome, podendo resultar no ganho de peso e no desenvolvimento de outros transtornos psicológicas, como depressão ou bulimia." (https://www.tuasaude.com/sintomas-da-compulsao-alimentar/).

O tratamento geralmente é feito com acompanhamento nutricional e psicológico, mas qualquer pessoa que tentou emagrecer sabe que é muito difícil controlar a fome e a compulsão alimentar, que logo se traduz em aumento de peso. Espiritualmente as causas que podem levar a uma compulsão alimentar são várias e vou relatar aqui alguns casos que atendemos para que tenham ideia do que pode ocasionar essa situação, e como o tratamento apométrico pode auxiliar nesse processo.


Caso 1 - Menino, 9 anos de idade


A mãe já observava há algum tempo que o filho tinha compulsão alimentar e solicitou atendimento após o menino comer demais a ponto de ter tido uma infecção intestinal. O menino estava conectado com uma vida passada onde ficou órfão aos na infância e foi morar com uns tios que o usavam como um serviçal, o viam como um estorvo, dormia num estábulo, passava muita fome e recebia castigos constantes, tanto físicos como ficar sem comer; morreu aos 17 anos de uma infecção generalizada devido a um corte que não cicatrizou. Os pais desse menino na vida atual são os tios daquela vida passada e como eles se divorciaram o menino acabou sintonizando com essa frequência, se conectou inclusive com o espírito da mãe dele naquela vida que após a morte ficou presa nessa frequência. Com o resgate do espírito da mãe da outra vida e o fechamento da frequência a compulsão alimentar deve diminuir, pois cortando a sintonia do menino a energia que ele recebia daquela vida não vai influenciá-lo mais, porém, é preciso levar em conta o karma que os pais geraram com ele e como ele vai cobrar isso deles, ele pode superar isso e ter uma vida com alimentação normal ou pode querer continuar comendo em excesso como uma forma de afrontar os pais, que eram os tios que não lhe davam comida.


Caso 2 - Mulher, 44 anos


A mulher relata que come compulsivamente até passar mal, sem conseguir parar. Já fez tratamento com endocrinologista, acompanhamento com nutricionista, hipnose, etc, sem êxito. Numa vida passada ela teve um filho que tinha obesidade mórbida, vivia numa cama sem nem conseguir se levantar, e ela era quem o alimentava. Ela morreu e como não tinha outros parentes próximos de onde moravam e ele não conseguia sair da cama acabou morrendo também de fome. Esse espírito estava junto dela agora e como ele tinha muita fome induzia ela a comer muito. Também havia junto dela um outro espírito que foi filho dela numa vida passada onde moravam numa região de caatinga, local muito árido, e passavam muita fome. Os dois espíritos não queriam que ela parasse de comer. Os dois espíritos foram retirados de perto dela e encaminhados para reencarnação. Um detalhe que a mulher só nos relatou após receber o relatório de atendimento é que ela na vida atual também passou muita fome quando era criança, chegando a ter que revirar o lixo atrás de comida com os irmãos, o que indica que há um forte componente kármico envolvendo a alimentação na vida dela, o que certamente dificulta ainda mais uma solução para o problema.


Caso 3 - Mulher, 25 anos


Além da compulsão alimentar reclamava de momentos de extremo desânimo, vontade de dormir excessiva e estagnação profissional. Como cada atendimento é para um tema e aqui seria preciso no mínimo três pois são temas diferentes (compulsão alimentar, desânimo/sono excessivo e situação profissional), fizemos o que foi possível em apenas um atendimento. Havia um espírito com ela que morreu faminto, um negro escravizado que a consulente, sendo a sinhá, deixava passar fome e ainda castigava queimando a língua dele com uma colher quente. Esse espírito foi resgatado juntamente com mais 345 que ainda viviam na fazenda que ainda existia no astral. Outra situação tinha a ver com a questão profissional, havia um outro espírito com ela que foi cafetão dessa mulher em uma vida passada recente em que ela foi prostituta. Ele dizia que ela tinha que abandonar sua profissão atual (ela trabalha com estética) e voltar para a prostituição, que ela era uma ótima profissional, era boa no que fazia, nunca deu trabalho para ele, nunca se apaixonou por nenhum cliente, que nisso é que ela ia ganhar dinheiro e fama. Ela começou com ele aos 18 anos e ainda assumiu a gerência do bordel quando ele morreu aos 64 anos em razão de uma DST; ela tinha na ocasião 34 anos. O bordel chegou a ter 24 mulheres trabalhando, mas atualmente no astral tinha apenas 3, incluindo a consulente, que durante a noite ia para lá trabalhar, um dos motivos do sono excessivo e desânimo, pois era vampirizada durante o sexo com espíritos desencarnados. Alguns dias após o atendimentoela relatou que a única coisa que aconteceu foi aparecer várias clientes novas, mas que o resto não notou diferença. Fizemos uma revisão e encontramos uma outra vida passada dela onde era uma mulher muito obesa, que vivia o tempo todo numa cama comendo, e que fazia parte do hárem de um árabe que tinha fetiche sexual em mulheres gordas. Ele a incentivava a comer muito agora pois queria ela como era naquela vida onde foi mulher dele. Se tivéssemos focado o atendimento dela apenas no tema compulsão alimentar teríamos visto essas duas frequências relacionadas, mas como ela associava a compulsão à questão profissional fizemos o que foi possível no primeiro atendimento. Mas enfim, retiramos de perto dela esse espírito que tinha fetiche em mulheres gordas e fechamos a frequência.


Caso 4 - Mulher, 34 anos


Nesse caso a mulher queria tratar a compulsão alimentar que afirma ter desde a adolescência e que a afetou mais ultimamente, mas antes de solicitar o atendimento ela teve um sonho no qual eu fazia uma apometria presencial para ela e outras pessoas, então tive que verificar do que se tratava o sonho. Nesse sonho segundo ela eu colocava pessoas em uma maca e dizia coisas para essas pessoas que elas visualizavam como se fosse um sonho, uma espécie de hipnose, sendo que ela quando saiu da maca disse não ter sentido nada e então eu lhe mostrei fotos das pessoas que estavam nas macas, inclusive dela, que ela achou meio bizarras, e que na dela parecia haver uma dupla imagem de um corpo cheio de feridas sobreposto ao dela. Verificando o sonho que ela teve, evidentemente não era eu no sonho, mas ela imaginou que fosse porque sentiu no espírito que ela imaginou ser eu a mesma confiança que tem em mim, pois já se consulta comigo há bastante tempo. O que aconteceu é que no astral ela foi atrás de uma solução para esse problema de compulsão alimentar e achou alguém que lhe prometeu resolver o problema dela, lhe garantiu que ela iria emagrecer. O método utilizado por esse ser, porém, não é muito ortodoxo, ele gruda em pessoas encarnadas que querem emagrecer espíritos que morreram muito doentes. Na teoria os espíritos vão vampirizar a consulente e ela vai emagrecer. Porem, como o espírito só pode ficar com 1/4 da energia que retira da pessoa encarnada, pois os outros 3/4 são desse espírito que é o dono do negócio, eles acabam sugando a energia muito rapidamente e geram mais fome na pessoa, que acaba engordando mais. A longo prazo a pessoa poderia emagrecer, depois que o espírito vampirizador melhorasse bastante ele passaria a sugar menos energia, além do que ele estaria passando para a pessoa encarnada a doença que ele tinha, o que contribuiria para a perda de peso do encarnado. Era uma organização grande, tinham mais de 10.000 pessoas encarnadas, e o espírito que era dono do negócio no astral tinha dois sócios encarnados, homens que são empresários no ramo de cosméticos e produtos dermatológicos. A organização foi desmantelada e os espíritos doentes foram resgatados.


Como podemos ver, além dos problemas psicológicos e hormonais envolvidos, a compulsão alimentar também carrega consigo traumas e karmas de vidas passadas que dificultam seu tratamento. Com o fechamento de frequências e a retirada de espíritos que acompanham a pessoa o tratamento a nível de dimensão física fica mais fácil, mas mesmo assim ainda exige muita disciplina e força de vontade da pessoa.

31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page