top of page

Apometria gratuita

A apometria é uma técnica que se mostrou muito eficiente em casos que os centros espíritas não conseguem resolver satisfatoriamente, principalmente quando envolvem espíritos, como nos casos de obsessão, o que é irônico pois uma religião que pretende ser a única representante dos espíritos de luz, de ter a palavra final sobre como os espíritos pensam e agem, de como se deve utilizar a mediunidade, quando se depara com um problema envolvendo espíritos ao invés de resolver aconselha a pessoa a fazer reforma íntima.

Com a expansão da internet e a popularização da apometria muitas pessoas que buscavam ajuda no espiritismo sem conseguir resultados satisfatórios começaram a procurar por atendimentos de apometria. Houve uma grande oferta de cursos e surgiram várias variantes da apometria, a maioria misturando a técnica com outras práticas espiritualistas, e muitos centros espíritas não ligados à Federação Espírita Brasileira, centros mais universalistas ou de Umbanda, passaram a oferecer atendimento de apometria como forma de atrair as pessoas para seus centros.

A princípio não há nada de errado em um centro espírita oferecer apometria, porém, já nos deparamos com muitas situações em que esses atendimentos de apometria em centros na realidade não são eficientes e nem se poderia se chamar de apometria, pois eles agem de acordo com as crenças do centro ou terreiro e geralmente nem tem uma compreensão correta dos conceitos da apometria. E já nos deparamos também com várias pessoas que praticam apometria em centros, de forma gratuita, como caridade, afirmando que somente eles possuem apoio de espíritos de luz, pois não se pode cobrar por um trabalho espiritual, uma falácia dos espíritas kardecistas advinda da compreensão equivocada que eles têm de que a mediunidade é uma missão. Não vou me estender aqui sobre o que é a mediunidade pois já fiz várias postagens sobre mediunidade e até uma live no Youtube.

A gratuidade ou não de qualquer trabalho não tem nada a ver com o seu resultado. Um trabalho bem feito depende de vários fatores, no caso da apometria principalmente da capacidade do apômetra e dos médiuns. Não basta criar um centro e dizer que faz atendimento espiritual por caridade para que espíritos de luz apoiem esse centro, é preciso que as pessoas envolvidas nesse projeto tenham conhecimento e capacidade para lidar com a realidade do mundo espiritual. A apometria nasceu dentro de um hospital espírita através de um médico espírita, foi uma tentativa de implementar a apometria usando a estrutura dos centros espíritas, teoricamente eram pessoas com um conhecimento mais amplo da realidade, que acreditam em vida após a morte, reencarnação, mas o espírito dogmático dos próprios espíritas rejeitou a apometria, pois ela veio com conceitos novos que os espíritos recitadores de Kardec não conheciam e aceitar isso iria lhes tirar o prestígio, acharam melhor então se fechar em sua concha mental e se tornarem guardiões da doutrina do que aceitar essas heresias. Mas como a apometria é um conhecimento necessário para a implementação de mudanças em nosso planeta, principalmente a limpeza do umbral, o plano B da espiritualidade foi divulgar a apometria para que ela fosse praticada pelos hereges, magos e bruxas do passado, espíritos livres que não se apegam aos dogmas e que têm coragem de ir contra o que está estabelecido.

Filosofias a parte, hoje nos deparamos com um caso que demonstra bem essa questão, de que não é por ser gratuito que um atendimento espiritual é bom, aliás não é de hoje que somos procurados para resolver questões que a caridade dos centros espíritas não resolveram. Temos uma cliente que há quase dez anos esteve num centro espírita universalista e o espírito de uma mulher de terreira se manifestou com raiva lhe cobrando um compromisso de trabalhar com ela. Na ocasião essa mulher de terreira teria sido doutrinada e a situação se resolveu. Recentemente porém essa nossa cliente foi a um centro de apometria que oferece atendimento gratuito e essa mesma entidade se manifestou lá, a cobrando novamente que trabalhasse com ela. Detalhe, esse centro de apometria trabalha praticamente só com entidades de Umbanda, inclusive o nome do centro de apometria é o nome de uma preta-velha. A cliente nos pediu para verificar essa questão.

Logo que abrimos o campo da cliente já se manifestou um espírito de terreiro do tal centro de apometria, brabo, dizendo que eu não podia me meter nos assuntos deles, que a minha cliente tinha se comprometido a trabalhar com aquela entidade, que era karma dela e que por isso eu não poderia interferir. Karma a cliente tem sim com a entidade feminina, mas não da maneira como foi dita. Numa vida passada nossa cliente fez um trabalho de magia e foi essa entidade feminina quem pegou o serviço, esse é o karma entre as duas, e agora a entidade quer que a nossa cliente trabalhe com ela, seja seu cavalo, ou seja, aceite que o espírito incorpore nela. O espírito do tal centro de apometria viu que nossa cliente tinha mediunidade e como eles querem mais trabalhadores para o centro procuraram ligações dela com algum espírito que seja dessa linha de trabalho de Umbanda e encontraram a tal entidade feminina que estava trabalhando no outro centro espírita universalista, eles puxaram a entidade feminina para o centro de apometria para que a nossa cliente devido à sua ligação kármica com essa entidade fosse trabalhar no centro de apometria.

Esse espírito de terreiro do tal centro inclusive é um espírito de branco, racista, que foi dono de escravos em vida passada e ainda tinha uma fazenda no astral com 110 espíritos de negros aprisionados, e disse que eles, os brancos, fazem o serviço melhor do que os negros e quando questionado sobre como aprendeu apometria ele disse que isso é apenas um nome para o centro parecer moderno, mas que eles trabalham do mesmo jeito que se fosse num terreiro. Nós libertamos os 110 espíritos de negros escravizados, obliviamos o espírito do terreiro do centro de apometria e mais 79 espíritos que atuavam nesse centro, inclusive a entidade feminina que tem karma com nossa cliente. Vimos que esse centro de apometria gratuita não tem nenhum assessoramento de entidades superiores e não dão nenhum encaminhamento para os espíritos que retiram das pessoas que são atendidas por eles, que prendem esses espíritos e os escravizam, havia mais de 400 espíritos presos no tal centro de apometria, que nós libertamos e encaminhamos para reencarnação. O atendimento supostamente gratuito sai muito caro para quem é atendido nesse local, pois cria ligações com espíritos de baixa vibração, que tal como fazem nos terreiros onde se pratica baixa magia, vão escravizar essas pessoas depois de mortas. Muitos centros onde aqui no físico nada cobram possuem por trás entidades sombrias que vampirizam os trabalhadores desses centros e seus frequentadores.

Posts Relacionados

Ver tudo

Ectoplasma

bottom of page