top of page
  • Gelson Celistre

Síndrome da despersonificação

Atendemos uma mulher com a seguinte queixa: "Tive uma crise de despersonificação, não sei mais quem eu sou. Ouço vozes de vez em quando. Tenho acordado meio-dia quase todos os dias. Não consigo achar a minha essência. Estou perdida." A síndrome da despersonificação, mais conhecida como despersonalização, é um tipo de distúrbio de saúde mental no qual a pessoa se sente constantemente desconectada do seu próprio corpo e de seus pensamentos.

Temos dois outros casos relatados sobre despersonalização, A bruxa Sarha e Despersonalização. Enquanto nos outros casos as pessoas que atendemos haviam sido poderosas e ligadas a seres das trevas, esse caso não tinha nada disso, nos outros dois os afetados pela despersonalização causaram mal a muitas pessoas e nesse apenas uma foi afetada, mas foi o suficiente para gerar a despersonalização,

A causa da despersonificação ou despersonalização da consulente desse relato tem a ver com a obsessão que ela sofria de um espírito há muitos anos, sem saber que se tratava disso. Essa mulher numa vida passada foi uma fazendeira, o marido tinha uma fazenda com escravos, ele morreu e ela ficou tomando conta, tinha um casal de filhos. O menino desde pequeno tinha trejeitos afeminados e ela desde que notou o castigava e batia nele, exigindo que se comportasse como um menino normal.

Esse filho dela vivia constantemente sendo repreendido por sua maneira de ser, cada vez mais afeminado a despeito das surras e castigos que a mãe lhe aplicava. Ele foi crescendo, mas não tinha jeito de homem e quando estava com 17 anos não aguentava mais conter sua sexualidade, queria se relacionar com homens, inclusive com os escravos, e isso foi a gota d'água para a mãe dele, que o trancou dentro de um quarto até ele tomar jeito de homem, o que nunca aconteceu.

A mãe alegou que o filho era louco e o deixou trancado no quarto, sem poder falar com ninguém e sem ver a luz do dia. Ela só entrava no quarto para dar comida a ele, mas não dizia nada. Para ele não dar muito trabalho ela colocava alguma coisa na comida do rapaz que o deixava atordoado e confuso. O rapaz realmente enlouqueceu pois ele ficou trancado por 20 anos nesse quarto, só foi libertado quando a mãe morreu. Estava extremamente magro, pálido e doente. A irmã já havia se casado e nem ela nem o marido queriam chegar perto dele. Foi tratado pelos escravos, mas morreu em menos de dois anos.

Esse espírito estava obsidiando nossa consulente e o simples fato de estar perto dela já passava para a mente dela tudo o que ele sentiu desde a infância até morrer depois de ter ficado trancado num quarto por 20 anos. Ele foi atraído para junto dela quando ela viu pela primeira vez um homossexual e provavelmente sentiu o mesmo asco que sentiu do próprio filho nessa vida passada e foi isso que a sintonizou com ele. Nesse caso fizemos ele esquecer dessa vida passada e o encaminhamos para o setor de reencarnação. A fazenda ainda existia no astral e nela resgatamos cerca de 350 espíritos de negros escravizados. Não sabemos o quanto a mente dela foi afetada por muitos anos de obsessão, mas a energia desse obsessor potencializava em muito o karma que ela está resgatando, vai amenizar, só não sabemos o quanto.

275 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page