• Gelson Celistre

Os guardiões da família real (fibromialgia e vitiligo)

Publicado originalmente no blog Apometria Universalista em 5/4/2021)


A grande maioria das doenças graves que temos são kármicas, são consequências de nossos atos de vidas passadas. Isto porque a doença que nos provoca dor ou mal-estar é um mecanismo de resgate kármico. À medida que o espírito evolui, e também por conta do avanço civilizatório, o resgate kármico na base do olho por olho vai diminuindo e muitas situações de violência que geraram um karma pesado são resgatadas por meio de doenças.

No caso recente de um amigo, que também me envolve, apareceu vitiligo na virilha e axilas dele. Logo após ele me relatar e solicitar um atendimento apareceu em mim nessas mesmas partes do corpo uma alergia. Quando fizemos atendimento para verificar a origem kármica descobrimos que eu e ele numa vida passada, provavelmente na Alta Idade Média, éramos irmãos e matamos através de "desmembramento a cavalo" 27 pessoas, incluindo nosso pai.

Nessa vida passada esse nosso pai era um mandatário de um senhor feudal e era encarregado de punir quem esse senhor achasse que merecia, por não lhe obedecer ou não pagar as taxas que ele exigia. O método de execução desse nosso pai era esse de desmembramento a cavalo, pois era para causar o medo nas outras pessoas e assim evitar que desafiassem a autoridade do senhor feudal.

Nós como filhos fomos ensinados por ele a fazer a mesma coisa e quando crescemos ele terceirizou esse trabalho para nós que éramos os filhos, mas tentamos nos rebelar e como forma de punição ele estuprou e matou nossas mulheres na nossa frente e depois matou nossos filhos. Assim que tivemos oportunidade nós o matamos.

Então, se eu e meu irmão não tivéssemos nos melhorado um pouco esse resgate provavelmente ocorreria de forma violenta, se fôssemos pessoas violentas poderia ser no olho por olho, como esses crimes que envolvem gangues ou sacrifício humano, ou através de algum acidente automobilístico ou alguma explosão onde perderíamos os membros, mas como já resgatamos parte desse karma em outras vidas o resgate está sendo mais ameno, no caso dele o que ainda estava dessa energia se manifestou como a descoloração da pele, o vitiligo, e no meu como uma alergia.

E esse karma se precipitou na vida atual porque esse meu amigo foi pai há pouco tempo e o espírito que nasceu como filho dele agora era o mesmo daquela vida, isso o conectou com aquela frequência no astral onde as pessoas que matamos ainda estavam presas e o espírito do nosso pai se grudou nele. Mas o caso que envolve a família real britânica tem a ver com outra pessoa que atendemos que tem uma doença que lhe provoca diversas dores pelo corpo, diagnosticada como fibromialgia, isso desde criança, mas que tem crises muito fortes quando viaja para Londres. Verificando a causa nos deparamos com um grupo de guardiões da família real, cerca de 50 espíritos, que zelam pelo bem estar de qualquer um que pertença a linhagem real, mesmo que distante, e mesmo depois de várias vidas. A pessoa que atendemos foi um médico na Inglaterra há cerca de 300 anos e era um homem bastante arrogante, não tinha muito trato com as pessoas e frequentemente machucava as mulheres e os bebês quando fazia partos. Costumava dizer que as mulheres precisavam de ajuda até para parir. Era metido a inovador e costumava usar alguns aparelhos para "facilitar" o parto. Mas não havia muitos médicos naquela época e local e ele se mantinha bem, tinha até um certo status, como todos os médicos costumam ter pelo simples fato de serem médicos, até que foi fazer um parto de um membro da família real. Não era alguém direto na linha sucessória do trono, mas era de família nobre reconhecidamente com linhagem real. O parto foi difícil e o nosso médico além de deixar a mãe com sequelas, não podia andar direito com uma das pernas, ainda quebrou um osso do bebê no ombro e deixou a criança aleijada. Claro que ele se deu mal e ia ser julgado por uma corte pelo que fez, mas ele embarcou num navio para o Brasil e se safou da forca que o esperava na Inglaterra. Como é comum de acontecer, o criminoso viveu impune no Brasil. Quando o médico morreu os guardiões da família real, um grupo de espíritos que protegia a família real e a estrutura monárquica inglesa, o pegaram e fizeram ele sofrer, lhe bateram de várias formas e o castigaram muito. Bem, os guardiões da família real conseguiram precipitar essa karma dessa pessoa na vida atual e ela já nasceu com dores pelo corpo e principalmente no quadril e na perna, que foi o que ela causou na mãe da criança. Quando ela viaja para a Inglaterra os guardiões a identificam no astral como o médico que ela foi no passado e já a atacam, colocando perto dela os espíritos da família real que ela prejudicou, a mulher, a criança e o pai da criança, que ficou muito indignado porque a esposa não pode ter mais filhos e o que nasceu ficou aleijado do braço, impedindo que ele se casasse com alguém igualmente "real". Existe um forte aparato espiritual que mantem essa família real britânica, além desses guardiões o número de espíritos envolvidos na manutenção dessa realeza era de quase 200.000, isso apenas de desencarnados, pois são milhões de pessoas encarnadas, ingleses obviamente, que doam voluntariamente energia para a manutenção desse sistema no astral, formando uma rede energética muito forte. Nós retiramos os três espíritos de perto da pessoa e os encaminhamos para reencarnação, isso vai amenizar as crises da pessoa, mas enquanto ela estiver no território da realeza vai receber essa carga energética negativa potencializando suas crises. Esse é mais um sistema de justiça kármica paralelo que existe no astral, assim como tantos outros que já citamos aqui onde aparecem juízes e executores do karma alheio.

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Tabagismo

Baal