top of page

O submersível Titan e o naufrágio do Titanic

Atualizado: 20 de jul. de 2023

No dia 18 de junho, há quatro dias, o submersível Titan da empresa Ocean Gate que levava turistas para ver os destroços do Titanic desapareceu no Oceano Atlântico Norte, na costa do Canadá. No submersível estavam cinco pessoas, Stockton Rush, diretor-executivo da OceanGate, a empresa que promove essas expedições; Paul-Henry Nargeolet, um mergulhador especialista no naufrágio do Titanic; Hamish Harding, um bilionário empresário e explorador britânico; e Shahzada Dawood, empresário paquistanês, e seu filho Suleman Dawood.

Na data de hoje a Guarda Costeira dos Estados Unidos e a empresa Ocean Gate confirmaram que um veículo subaquático operado remotamente encontrou os destroços do submersível Titan a cerca de 500 metros dos destroços da proa do Titanic, que estão no leito oceânico a uma profundidade de quase quatro mil metros. Acredita-se que o submersível implodiu devido a grande pressão matando todos a bordo instantaneamente.

O naufrágio do Titanic é bastante conhecido, principalmente após o filme do diretor James Cameron em 1997, estrelado por Leonardo DiCaprio e Kate Winslet, com a música tema My Heart Will Go On, interpretada pela cantora Celine Dion. O filme ganhou 11 Oscars, incluindo melhor filme e melhor diretor, além de inúmeros outros prêmios e foi o primeiro filme a ultrapassar um bilhão de dólares mundialmente, arrecadando 2,2 bilhões. Só foi ultrapassado por outro filme de Cameron 12 anos depois, Avatar.

Logo que soube do desaparecimento do submersível pensei na ligação kármica dos cinco desaparecidos com o naufrágio do Titanic e hoje resolvemos verificar. O diretor-executivo da empresa Ocean Gate foi em vida passada o dono da empresa dona do Titanic, a White Star Line. Seu nome era Joseph Bruce Ismay (1862-1937) e ele estava no Titanic em sua viagem inaugural, mas sobreviveu ao naufrágio. O bilionário e explorador britânico Hamish Harding foi em vida passada o presidente do estaleiro Harland and Wolff Heavy Industries, onde o Titanic foi construído. Os demais ocupantes do submersível também tiveram algum papel em sua construção, mas não estavam no Titanic quando ele naufragou.

Enviei um médium em desdobramento ao local no acidente com o submersível Titan e ele se aproximou dos espíritos dos cinco mortos, que estavam no leito do oceano assustados, sem saber o que tinha acontecido com eles, com exceção do Joseph que estava extremamente colérico, indignado, não admitia que isso pudesse ter acontecido com ele, falou em sabotagem, procurando um culpado pelo acontecimento, menos ele é claro. Não tinha noção real do que havia acontecido e esbravejava que ia levar todos de volta, ou seja, também não tinha noção de estar morto, ainda estava com confusão mental. Adormecemos os cinco e os resgatamos.

Nos destroços do Titanic havia ainda oito espíritos que morreram no naufrágio, eram passageiros da terceira classe, e que não haviam ainda sido resgatados por um motivo curioso: parentes deles achavam que suas almas não descansariam enquanto os culpados pelo naufrágio não pagassem pela morte deles e das demais vítimas. Esses oito espíritos estavam deformados, mal pareciam ter uma forma humana e nossa equipe os resgatou levando-os direto para um hospital no astral. Existem relatos de sobreviventes de que tripulantes do Titanic não permitiram que os passageiros da terceira classe tivessem acesso aos botes, com barreiras trancadas e vigiadas, para privilegiar os passageiros da primeira e segunda classes.

Os parentes desses oito espíritos eram 31, estavam ainda desencarnados e seu único pensamento era que que os culpados pagassem com sua vida pelo acidente que causou a morte das vidas de tantas pessoas, eles estavam na beira do mar no litoral do Canadá, satisfeitos pela morte dos culpados, e queriam garantir que eles não sairiam nunca mais do fundo do mar. Tivemos que apagar a mente dos 31 e foram encaminhados para reencarnação.

Posts Relacionados

Ver tudo

Polacas

Comments


bottom of page