top of page
  • Gelson Celistre

O cão maltês

Atendemos um cão maltês jovem, está com cinco anos de idade, com um grave problema de insuficiência renal, uma doença chamada uremia, que não é comum nessa raça. Sempre foi saudável e há cerca de três semanas do nada teve vômitos e até desmaio. Um detalhe interessante é que o tutor do animal sente uma forte ligação com ele, como se já tivesse sido seu cão em uma vida passada, e em sua mente vê uma imagem de um cão preto muito grande, um animal de guarda, mas meio selvagem.

Para quem não sabe, os animais domésticos como cães e gatos também reencarnam e também adquirem karma, evidente que o karma que eles contraem é relativo ao seu grau evolutivo, mas mesmo neste estágio evolutivo já somos responsáveis pelos nossos atos. Começamos o atendimento e logo o médium viu um cão preto, muito grande e brabo, fiel ao dono, era um cão guerreiro, ficava de guarda, caçava e lutava com seu dono em batalhas contra outros clãs e chegou a matar muitos homens. Acabou morrendo numa batalha entre o clã de seu dono e um outro clã inimigo, foi trespassado por uma lança.

Vimos que nessa vida passada esse cão preto foi do tutor do cão maltês que estávamos atendendo e que foi atraído para perto do seu antigo dono depois que ele adquiriu esse cão maltês. E aqui observamos um fenômeno interessante, esse cão preto já teve muitas encarnações depois dessa vida antiga, acho que foi até antes do início da era cristã na Europa, mas estava no astral desencarnado e quando foi atraído para perto de seu antigo dono ele assumiu essa personalidade do cão que foi naquela vida passada, e quando o cão maltês adoeceu recentemente, o cão preto sintonizou com os momentos antes de sua morte naquela vida quando foi atingido por uma lança e também estava doente, muito mal por sinal. Nós resgatamos o cão preto e o enviamos para um hospital veterinário no astral. Vimos também que o cão maltês, que é um cachorrinho bem pequeno, se sentia grande e forte pela presença do cão preto junto dele, e por isso se apegou ao tutor, porque o cão preto era muito leal ao dono naquela vida passada.

Após encaminharmos o cão preto nos concentramos no cão maltês. O médium viu que numa vida passada o cão maltês foi gerado por um criador de cães inglês, esses que criam e aprimoram raças de cães, através do cruzamento seletivo, mas não tinha as características que o criador queria, por isso o cão foi abandonado num canto para morrer. Foi aí que vimos que o cão maltês ainda estava conectado a esse criador, que agora está morto e tinha um laboratório no astral onde continuava fazendo cruzamento de cães. Conversando com o criador inglês ele disse que queria o cão de volta, pois era dele e foi roubado antes de morrer naquela vida, e que essa linhagem do cão não deveria procriar pois não tem as características que ele queria. Esse criador estava rastreando os descendentes dessa linhagem que roubaram do laboratório dele no passado e provocando a morte dos cães, que ele aprisionava nesse laboratório que tinha no astral.

Para fazer o cão maltês adoecer e morrer o criador inglês colocou junto dele dois outros cães que morreram com insuficiência renal e essa proximidade fez a doença passar para o cão maltês aqui no físico. A mesma coisa que fazem em trabalhos de magia negra quando querem que uma pessoa adoeça, colocam um espírito doente grudado nela. Nós retiramos os dois cães doentes de perto do maltês e os encaminhamos para um hospital veterinário, o maltês também foi, e mais uns 300 espíritos de cães que estavam no laboratório do criador inglês, que foi destruído e o criador inglês foi encaminhado para o processo reencarnatório, sem direito a cruzamento seletivo.

591 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Gatos

bottom of page