top of page

Espírito zombeteiro

Atualizado: 12 de jan.

Este ano já publiquei um post sobre Espíritos zombeteiros que derrubaram idosas na rua e hoje nos deparamos com outro caso que achei interessante para exemplificar como todas as energias que nos rodeiam estão interconectadas e como nosso karma acaba sendo resgatado, e fui mais a fundo. Nossa cliente caiu um tombo hoje na frente de um prédio comercial, na rampa de acesso, machucou o joelho e a boca e ficou com alguns hematomas.

Quando nos conectamos com a situação já apareceu um espírito resmungando, dizendo que não pode cuidar de todo mundo, que a mulher é uma boca aberta, que tem muito espírito ruim naquele prédio e que ele não consegue proteger todo mundo. Esse espírito não teve nada a ver com a queda, mas ele se intitula protetor do médico no qual a mulher iria se consultar, por isso se sentiu responsável por ela ter caído, por não a ter protegido por ela ser cliente do seu protegido.

Além disso quando viu nossa equipe no local ele ficou com medo de ser retirado de sua função de protetor do médico, função que ele assumiu por conta própria quando o tal médico nasceu e um familiar rezou pedindo proteção ao bebê. Conversei um pouco com ele, que me disse que o zombeteiro mora no prédio assim como vários outros espíritos e que ele não consegue impedir que eles perturbem as pessoas. Deixei ele voltar aos seus afazeres de protetor, mas lhe dei a opção de receber ajuda de nossa equipe.

Puxei o espírito zombeteiro e ele já chegou rindo, disse que nem ele achava que a mulher iria cair, que não é sempre que ele consegue, disse que é muito difícil conseguir derrubar alguém, e que ele sentiu vontade de lhe derrubar, colocou o pé na frente dela e ela tropeçou. Conversei um pouco com ele, perguntei o que fazia antes de morrer e ele disse que era pedreiro. Detalhe, essa mulher está com obras em seu apartamento que está lhe causando muito estresse pois os vizinhos não estão gostando do barulho da obra, ainda mais nesse período natalino.

O espírito zombeteiro disse que morava nesse prédio porque foi ali que ele conseguiu entrar, já tinha alguns espíritos mas não o impediram de ficar ali, como aconteceu em outros prédios onde os espíritos que já habitavam o local não deixaram ele ficar. Ele era fumante e morreu de um problema cardíaco.

Não tinha o que fazer, não tinha perspectiva de nada, não foi resgatado para nenhuma colônia, ficou vagando por aqui como acontece com quase todos, e acabou virando um espírito zombeteiro, se divertindo com galhofices como uma criança. Não é um espírito trevoso, mau, apenas uma pessoa comum desamparada.

Ele não tinha nenhuma lembrança de suas vidas passadas, como acontece com a grande maioria de nós. Muitas pessoas acreditam que após a morte vão lembrar de todas as suas vidas passadas, mas isso não acontece. Acabamos lembrando de uma outra se encontrarmos pessoas que conviveram com nós em alguma vida passada se eles lembrarem, aí eles falando conosco podemos lembrar.

Disse a ele que o faria lembrar de uma vida passada e ele ficou surpreso ao lembrar que já conhecia a mulher que ele derrubou. Ela foi uma viúva rica no passado, morava numa cidade pequena aqui no Brasil e tinha seis escravos negros, o zombeteiro era um deles, e ele lembrou inclusive que nessa vida passada ela o fez cair do mesmo jeito que ela caiu agora, ele estava passando e ela colocou o pé na frente dele. Nessa cidade onde ela vivia resgatamos mais 28 espíritos de negros escravizados e o espírito zombeteiro foi junto com eles.

Observem as coincidências, ela está com pedreiros trabalhando no apartamento dela, se deparou com um espírito zombeteiro que foi pedreiro na última encarnação, ele fez ela cair sendo que quase nunca consegue derrubar ninguém, mas ele a derrubou do mesmo jeito que ela o derrubou numa vida passada. Uma energia puxa a outra e mesmo sem termos lembrança das nossas vidas passadas, mesmo estando desencarnado, o karma se cumpre, as circunstâncias se moldam de um jeito que a energia que saiu de nós retorna para nós, assim é a Lei do Retorno.

383 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo
bottom of page