• Gelson Celistre

Deeksha

(Publicado originalmente no blog Apometria Universalista em 10/11/2020)


Deeksha, benção da unidade, é uma prática de transmissão de energia, um passe magnético, existente em religiões indianas como Hinduísmo, Jainismo e Budismo. Na teoria a pessoa passa para a outra uma energia maravilhosa que ele recebeu ao ser iniciada por um guru. É o mesmo sistema do reiki, alguém te inicia e você passa a ter essa capacidade de transmitir essa energia a outras pessoas, a diferença fundamental na prática é que a deeksha é um passe dado apenas na cabeça da pessoa, no chacra coronário, além é claro da origem da técnica.

A Índia é um país com uma grande profusão de gurus e sábios, alguns legítimos e outros não. Ter discernimento para distinguir quem é um guru legítimo e quem não é envolve vários fatores, inclusive kármicos, e a grande maioria das pessoas não tem esse discernimento.

Muitas pessoas viajam para a Índia em busca de uma revelação espiritual, para encontrar um caminho, em busca do autoconhecimento, de iniciações e práticas espirituais, e acabam virando discípulos de algum guru espiritual. Ser guru é um grande negócio na Índia, é o equivalente a ser pastor evangélico no Brasil. Os gurus aqui na dimensão física desejam riqueza e poder e no astral para ter poder é preciso energia, o ectoplasma, uma energia que nós produzimos quando estamos encarnados. Muitos gurus já nascem predestinados, pois antes do nascimento são preparados por outros espíritos, que lhe guiam a encarnação e facilitam que as coisas ocorram como foi planejado. No atendimento de uma pessoa aqui do Brasil que foi para a Índia e se iniciou numa prática espiritual com um guru indiano, um Sri qualquer coisa, desses que se autointitulam encarnação de algum deus, encontramos uma situação de vampirização já bem conhecida por nós. O Sri foi discípulo de um outro guru indiano, seu guru pai, falecido há cerca de 200 anos e que foi quem o preparou para ser guru nessa encarnação. O guru pai se diz um iluminado que dominava todas as técnicas de meditação, e diz que o Sri foi seu melhor discípulo, o mais devotado em várias vidas, e por isso o escolheu para essa missão. Questionado sobre a vampirização sobre os discípulos o guru pai disse que eles estão elevando a conexão espiritual das pessoas e que a energia que elas lhe dão em troca é um agradecimento.

No Brasil o guru pai estava sugando a energia de mais de 100.000 pessoas, havia 50 espíritos que trabalhavam para ele recolhendo a energia, pois ele conseguia vampirizar não só as pessoas que recebem o deeksha por quem foi iniciado por ele e que transmite suas práticas aqui, mas também de pessoas que fazem alguma prática indiana como yoga ou mantras sem estarem ligadas a nenhum outro guru.

O Sri tinha no Brasil seu ponto de maior retirada de energia, seguido pela Califórnia nos Estados Unidos, onde ele vampirizava cerca de 50.000 pessoas, e mais alguns milhares no México e no Reino Unido. No astral o guru pai do Sri tinha um templo gigantesco, onde viviam mais de 20.000 espíritos, a maioria eram devotos dele em vida, mas também tem uma parte grande de pessoas encarnadas que são levadas para lá para um contato mais direto com o guru pai, pois enquanto a energia dos discípulos ao redor do mundo era retirada e armazenada, ele gostava de comida fresca, e por isso muitos eram levados ao templo no astral para serem vampirizados in loco. O guru pai foi preso e vai reencarnar em breve numa favela na Índia mesmo, e os espíritos que trabalhavam para ele recolhendo a energia dos discípulos e praticantes ao redor do mundo foram presos; os espíritos que viviam no templo dele foram recolhidos e o local foi destruído. O Sri não tem a menor noção do que acontece, é uma pessoa autoiludida com a própria evolução espiritual, já se proclamou encarnação de Vishnu, e vai continuar vivendo a ilusão de ser um iluminado, até o momento em que morrer e se deparar com a realidade. Agora que está sem o guru pai vai ser adotado por algum outro guru no astral que vai continuar o processo de vampirização das pessoas iniciadas por ele, que ministram cursos e práticas em seus países de origem aumentando o contingente de pessoas vampirizadas. Na teoria a deeksha acelera o processo de desenvolvimento humano, trazendo autoconhecimento e expansão de consciência; eleva o nível de consciência permitindo viver de forma plena e descobrir o extraordinário no cotidiano da vida; desperta a compaixão; reduz a ansiedade; proporciona sensação de prazer, alegria e paz interior; aumenta a conexão com o Eu Superior e com o Eu Divino; remove bloqueios e cargas emocionais; traz harmonia e amor para os relacionamentos; dissolve emoções não resolvidas no inconsciente que geram uma realidade negativa; liberação de traumas; curas físicas milagrosas. É muito benefício apenas porque alguém vai colocar as mãos sobre a tua cabeça.

Na prática a deeksha é apenas mais uma de tantas práticas espirituais que promete benefícios além do que realmente pode promover, manipulada por espíritos das trevas. e com o fim de vampirizar as pessoas.


24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Ayahuasca

Tenepes