top of page
  • Gelson Celistre

Casa mal-assombrada

(Publicado originalmente no blog Apometria Universalista em 30/8/2021)


Casas mal-assombradas são temas comuns em filmes de terror. Alguém se muda para uma casa e começam a ocorrer coisas estranhas e as pessoas mudam seu comportamento, passando a agir de forma anormal. Pode parecer apenas mais um clichê de filme, mas existem sim casas mal-assombradas. Nós fazemos limpezas espirituais em imóveis e já nos deparamos com vários casos em que algum espírito fica habitando a casa e geralmente se rebela com novos moradores.

Num caso recente efetuamos uma limpeza espiritual numa casa assombrada por um preto-velho. Quem é umbandista ou do candomblé geralmente associa a imagem do preto-velho como um espírito bom, sábio, que sofreu mas é bondoso e compreensivo, mas isso é um estereótipo romantizado. Não digo que não existam espíritos que se encaixam nesse padrão, mas não é porque o espírito foi um escravo preto-velho que ele vai ser bom. Esse preto-velho em questão era feiticeiro na África, muito respeitado até por negros de outras tribos, e veio para o Brasil numa condição diferenciada por conta disso. Ele já chegou com fama na fazenda, não foi para a senzala como os outros negros, tinha uma casinha separada, e sua função era fazer os negros aceitarem seu destino, trabalhar sem reclamar e sem tentar fugir. Ele era tão bom no que fazia que atendia vários fazendeiros da região e fazia trabalhos de magia para todos eles, para várias finalidades, mas principalmente para os escravos não se rebelarem. Depois de morto ele acabou sendo escravizado no umbral num local bastante denso, até que uma senhora fez um trabalho de magia e o puxou para assombrar uma casa.

A senhora em questão era mãe-de-santo e cuidadora de outra idosa e morava de favor em uma casa de propriedade dessa idosa, que ela transformou em um terreiro. Quando a idosa morreu ela ficou um tempo morando de favor, mas os herdeiros solicitaram que ela desocupasse o imóvel para que eles pudessem alugá-lo. A tal mãe-de-santo ficou muito indignada pois achava que a deixariam morar ali até ela morrer e antes de sair da casa ela fez um trabalho para que ninguém pudesse que morasse ali tivesse paz. Nesse trabalho de magia que ela fez ela puxou o espírito daquele preto-velho do umbral denso e assentou ele na casa, disse que a casa era dele. O preto-velho que estava muito mal no umbral onde estava escravizado achou ótimo, pois ele passou a ter um local para ele ficar e ainda vampirizando os inquilinos da casa. A mãe-de-santo conseguiu isso porque a idosa que ela cuidava e que era a dona da casa na vida passada onde esse preto-velho fazia macumba para os fazendeiros ela era um deles, um fazendeiro que contratava os serviços desse preto-velho, portanto tinham ligações kármicas envolvendo trabalhos de magia. E o preto-velho fez um bom trabalho assombrando a casa pois a proprietária disse que só tem problemas nessa casa, todos os inquilinos deram problema. Uma inquilina faleceu, um casal brigou e se separaram de um relacionamento de vários anos, a caixa d'água rachou e inundou os móveis de outro casal e a última inquilina enlouqueceu, literalmente. Quando conversei com o espírito do preto-velho ele disse que não é um vampiro qualquer, disse que ele entrava na mente das pessoas. Ele estava assentado na casa e sempre vampirizava o inquilino mais recente, ele é quem provocava as desavenças, problemas na casa, ele enlouqueceu a última inquilina. Dos trabalhos que ele fez em sua última vida onde foi um preto-velho ele aprisionou os espíritos de mais de 20.000 negros no astral e quando os libertamos ele não gostou, me disse que eu não deveria ter feito isso pois aqueles negros tinham espírito servil, e mereciam continuar escravizados. Mostrei a ele o futuro e ele viu que estava em vai acabar ovoidizado por conta do karma que gerou, mas apaguei a mente dele e o encaminhamos para um hospital no astral. Desmanchamos o trabalho de magia da mãe-de-santo e limpamos a casa mal-assombrada das energias densas que havia nela, que eram resíduos da energia do próprio espírito assombrador e de trabalhos de magia negra que foram feitos pela tal mãe-de-santo.

28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page