top of page

Resgates solidários - 8/9/23

Já há alguns anos em alusão ao Setembro Amarelo oferecemos a oportunidade de resgate solidário para espíritos que cometeram su1c1d10. Essa semana fizemos três resgates solidários de pessoas que cometeram su1c1d10, um homem e duas mulheres. Um deles é recente, tem poucos meses, e os outros dois são mais antigos, um foi há 14 anos e o outro nem sabemos a data exata, mas faz algumas décadas.

O primeiro caso é de uma mulher e o relato que chegou até nós foi o seguinte: "A avo materna do meu esposo su1c1d0u quando as filhas eram pequenas. Me contaram que o marido viajava muito tocando gado e que o sogro atormentava muito ela, ai um dia ela arrumou as filhas, deu janta, colocou pra dormir, tomou veneno e saiu andando envenenada agoniando, foi morrer no meio de uma moita de espinhos. Dizem que todos acharam muito estranho, sobrenatural, porque encontraram ela no meio da moita de espinhos, mas ela não tinha se ferido com os espinhos, nenhum arranhão."

Não tínhamos muitos dados, além do relato acima um retrato pintado da falecida e uma foto do marido dela e das filhas do casal, antes dele morrer em 2014. Essa mulher não pudemos resgatar pois ela já está reencarnada, tem uns 17 anos e nasceu na mesma família, mas descobrimos que ela não cometeu su1c1d10 porque ela apesar de estar numa nova existência, estava sintonizada com essa vida passada e pudemos conversar com ela nessa frequência. Ela nos disse que quando se casou sabia que enfrentaria dificuldades, mas nunca imaginou que passaria por isso.

O que aconteceu é que ela era violentada pelo sogro enquanto seu marido viajava, ela não conseguia contar ao marido e a situação foi se agravando, ela tinha duas filhas e o sogro ameaçou pegar as meninas também, isso foi a gota d'água e ela disse que não suportaria mais essa situação e contaria tudo ao marido quando ele retornasse de viagem. O sogro então para preservar seus atos criminosos a envenenou, depois carregou o corpo para longe da casa e jogou no espinheiro. A versão dele de que ela se su1c1d0u foi a que ficou para todos. Nós a desconectamos dessa frequência e apagamos essa situação traumática da memória dela.

O marido dela havia morrido em 2014 e aproveitamos para resgatá-lo, estava num lixão hospitalar com cerca de outros 280 espíritos, ainda inconsciente da própria situação, nem sabia que estava morto.

O outro caso de su1c1d10 envolvendo uma mulher ocorreu em 2009 e ela teria deixado uma carta dizendo o que faria. Esse foi mais trágico pois ela não foi sozinha, levou um casal de filhos e o namorado. A mulher invadiu a pista contrária numa rodovia com seu carro e se chocou de frente com um caminhão. Mais uma vez encontramos como motivação o abuso sexual. O namorado dela estava abusando de seus filhos e ela achou que a única solução era que todos morressem, ela, seus filhos e o namorado.

Ela estava no astral em estado de choque, paralisada, numa região umbralina, presa por oito espíritos que se diziam justiceiros e foram eles que a induziram ao su1c1d10. Numa vida passada ela foi uma pessoa muito religiosa, radical, e condenou a morte uma família inteira porque os considerava bruxos, mandou matar um casal e seus quatro filhos.

Tivemos que apagar a mente desses oito espíritos e os encaminhar para reencarnação para podermos resgatar a mulher. Os filhos dela ainda estavam na rodovia em que morreram, no mesmo lugar, aguardando a mãe retornar, não tinham ideia de que estavam mortos, esperavam pela mãe há 14 anos. O namorado abusador depois de morto foi para junto de parentes e estava numa igreja rezando, foi resgatado também juntamente com os filhos dela.

O terceiro caso mais recente foi de um homem que cometeu su1c1d10 atirando em sua própria cabeça com uma pistola há alguns meses. Ele se encontrava num looping, uma repetição infinita, da própria morte. Ele no astral atirava contra a própria cabeça, caía no chão desfalecido, mas depois acordava, percebia que ainda estava vivo e atirava contra a própria cabeça novamente, isso se repetia indefinidamente desde que ele cometeu su1c1d10 há alguns meses.

Esse caso tem alguns elementos adicionais. Esse homem cometeu su1c1d10 devido a um trabalho de magia que foi feito contra ele. Descobrimos que esse homem havia matado um rapaz por homofobia, ele assassinou um rapaz e desovou o corpo e o crime nunca foi descoberto. Mas o companheiro do rapaz morto encomendou a morte desse homem e quem pegou o serviço foi um Exu Sete Covas, que fez o serviço muito bem feito.

Como esse homem havia cometido o crime por homofobia Seu Sete fez ele ter desejos homossexuais e fez ele se envolver com um rapaz gay, o homem depois se arrependeu de ter tido esse envolvimento homossexual, terminou a relação, mas o outro ameaçou tornar pública a relação deles, o homem estava noivo e devido ao trabalho do Seu Sete em sua mente não viu outra alternativa a não ser tirar a própria vida. Nós resgatamos o su1c1d@, que foi encaminhado para um hospital no astral, e o Sete Covas e mais uns 8.000 espíritos ligados a ele foram resgatados.

Mais uma vez observamos que praticamente em todos os casos de su1c1d10 existe uma forte obsessão sobre as pessoas, que somada a situações difíceis pelas quais estão passando as leva a tirar a própria vida.


Posts Relacionados

Ver tudo

Polacas

bottom of page