top of page

Frequência de vida passada

Publicado originalmente no blog Apometria Universalista em 6/3/2022)


Uma das maiores contribuições da apometria para o conhecimento do mundo espiritual sem dúvida são as frequências de vidas passadas, que alguns chamam de personalidades múltiplas. É algo que aparece com frequência e comentamos em vários posts, um deles inclusive é bem explicativo, O que significa uma frequência aberta na apometria?, de 17/9/2018, mas em vários outros eu discorro sobre esse assunto. Temos um vídeo também no YouTube de uma live que eu fiz no ano passado e esse era o tema: Frequências na Apometria.

Mas pode ser um tema de difícil compreensão para nós que fomos formatados a ver a vida de uma forma linear, inclusive para quem acredita que o espírito sempre se torna melhor a cada reencarnação, que o espírito não regride. O tema frequências de vidas passadas envolve vários tópicos que vão contra as ideias estabelecidas por religiões espíritas, como a dissociação da consciência do espírito, a questão dos bolsões de espíritos, doenças kármicas, etc. Por ser um assunto complexo acho válido retornar a ele com mais um exemplo, pois creio que assim se torna mais fácil de entender do que puramente enunciando conceitos. Em cada existência criamos uma personalidade, que vai ser o que nós somos até uma próxima reencarnação, pois quando o espírito reencarna ele esquece todo seu passado, isso ocorre porque no nascimento ocorre uma miniaturização do espírito onde ele perde a forma do corpo astral e consequentemente o cérebro onde ele mantinha sua memória deixa de existir. Nossas memórias de todas as vidas que já tivemos ficam salvas em nosso íntimo mas não temos acesso a elas até termos evoluído muito, até lá o que temos são fragmentos, lembramos algumas vidas apenas por ter contato com outros espíritos que conviveram conosco nessas vidas. Dizemos que a pessoa está com uma frequência de vida passada aberta quando uma personalidade de uma vida passada que a pessoa teve está ativa, viva na dimensão astral, como se fosse um outro espírito, embora esteja ligada ao mesmo corpo físico da pessoa. Existem processos que poderíamos chamar de falha na matrix, onde a pessoa desperta uma personalidade de uma vida passada e esta passa a ter vida própria, nesses casos o que ocorre é que o espírito fica vivendo com duas consciências, a da vida atual que ele conhece e a de alguma vida passada. E o mais interessante é que a pessoa pode ter várias frequências de vidas passadas abertas ao mesmo tempo, dezenas ou centenas. A grosso modo podemos comparar com um aparelho de TV onde o aparelho é a pessoa e os programas que passam em seus vários canais são as vidas passadas dela. O normal seria a TV mostrar apenas um canal, o da vida atual, a personalidade atual, mas o que pode acontecer, como nas TVs que possuem o recurso PIP (Picture in Picture) é ter uma tela menor na TV onde aparece um outro canal, ou seja, na tela maior aparece um canal e na pequena outro. Existem casos onde essa frequência de vida passada se rebela contra a frequência da vida atual, querendo destruí-la, já pegamos vários casos assim, mas também existem outros onde ela apenas interfere na vida da pessoa causando alguma desarmonia, como no exemplo a seguir. Atendemos uma mulher que sente asco do próprio corpo, não consegue emagrecer, não se sente atraente e feminina e tem mais de 50 anos de idade, queixas de uma considerável parte das mulheres diga-se de passagem por conta até da pressão da sociedade que enaltece o culto ao corpo perfeito, e que recentemente teve alguns sonhos onde um homem a ofendia por conta de seu corpo, lhe chamava de feia, que ela identificou como sendo seu ex-marido. Ao sintonizar com ela o médium captou um homem, muito forte e másculo, com uma postura que hoje seria chamada de masculinidade tóxica. Em público sempre muito austero e ríspido, mas quando se olhava no espelho sentia vontade de quebrá-lo, pois seu desejo era o de ser uma mulher. Na realidade ele era transgênero, mas nunca teve coragem de se assumir publicamente, não teve coragem nem de se relacionar com outro homem, coisa que ele desejava muito. O sonho desse homem era ser uma mulher linda e sensual, uma pin-up, uma mulher que os homens desejassem e corressem atrás. Esse homem viveu há cerca de 100 anos e provavelmente foi a encarnação anterior dessa mulher que atendemos, mas devido a situações que ela passou na vida atual essa personalidade foi ativada e passou a viver na dimensão astral ligada a ela. Esse homem tinha noção de que ele agora era essa mulher, mas não gostava de como era, pois não era como ele imaginou que seria, por isso ele continuava odiando o próprio corpo, pois não era como ele idealizou. O homem nos sonhos era ela ofendendo a si mesmo, essa personalidade de homem que queria ser mulher xingando a mulher que ele é agora por não ser como ele desejava, uma mulher linda com seios grandes, cintura fina e quadril largo. Esse espírito reencarnou como desejava, como uma mulher, mas por não ser uma mulher como ele desejou que fosse ele rejeitava esse corpo feminino, não se permitia viver sua feminilidade por não ter o padrão corporal que desejava, um padrão nesse caso imposto por ele mesmo. Se a mulher que atendemos fosse num centro espírita ou consultasse algum médium provavelmente veriam esse homem com um obsessor, como um outro espírito, e não reconheceriam que era uma frequência de vida passada dela mesma. Nesse caso o que nós fazemos é fechar a frequência, que a grosso modo é colocar essa personalidade para dormir e a reintroduzir no inconsciente da pessoa. Nesse caso não havia outros espíritos envolvidos, era uma questão puramente pessoal, desse espírito com ele mesmo, mas em alguns casos pode envolver muitos outros espíritos.

Esses casos são de difícil solução, pois mesmo fechando a frequência a pessoa ainda tem na mente e na personalidade atual os conceitos de beleza arraigados no seu íntimo, pois pensou e sentiu assim a vida toda e essa não aceitação do próprio corpo tem a ver com uma postura da pessoa diante de outras situações, onde não aceita que as coisas não sejam do jeito que ela quer, e isso se reflete na vida dela mesma.


121 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Ectoplasma

bottom of page