top of page

Maldição de família

Algumas pessoas já me perguntaram se existe maldição de família e acho até que já comentei alguma coisa sobre isso nomeu vídeo sobre Karma, Reencarnação e Livre-arbítrio. Não existe maldição de família por conta exclusivamente da consanguinidade, ou seja, a pessoa não vai ser afetada por uma maldição só por ter nascido numa família amaldiçoada porque o sangue e a genética não carregam o karma, o karma é carregado de uma vida a outra pelo nosso corpo astral.

Então se numa vida alguém amaldiçoa uma família está amaldiçoando os espíritos que estão encarnados nela naquele momento e para pegar em gerações futuras só aqueles mesmos espíritos reencarnarem nessa mesma família novamente. Em alguns casos ocorre sim de um grupo de espíritos reencarnar por várias gerações em uma mesma família e nesse caso se eles foram os espíritos amaldiçoados originalmente podem ser afetados por uma maldição lançada contra eles.

É preciso levar em conta que para se cumprir uma maldição é preciso haver uma energia atuando, então quem amaldiçoa tem que ser um espírito com uma força espiritual razoável ou os fatos que causaram a maldição terem em si muita energia, geralmente uma maldição tem espíritos atuando, como quase toda magia. Atendemos um caso que podemos encaixar nessa categoria de família amaldiçoada, embora não seja uma maldição clássica onde alguém proferiu verbalmente uma maldição, mas essa família vem sofrendo os efeitos de ser amaldiçoada há gerações. Várias pessoas dessa família ao longo de gerações cometeram suicídio e outras morreram pelo uso excessivo de álcool, o que pode ser considerado um suicídio indireto, e muitos outros sofrem de depressão e falta de energia.

Maldição é o desejo de que algo ruim aconteça e mesmo que não seja expresso verbalmente podemos amaldiçoar outra pessoa se desejarmos fortemente que algum mal lhe aconteça, que foi o que aconteceu nesse caso que vou relatar e como agravante não foi apenas uma pessoa que desejou o mal para uma família, foram milhares. Essa família em questão foi uma das primeiras a traficar e comercializar escravos aqui no Brasil no início da colonização e os negros eram tratados pior do que os animais pois apregoavam que eles não era humanos, que eram amaldiçoados por Deus etc. Além disso ainda ensinavam os compradores e vendiam aparelhos para usarem para castigar os escravos.

Durante algumas gerações onde um grupo de espíritos reencarnou nessa família foram mais de 15.000 negros que eles traficaram e comercializaram, dos quais cerca de 11.000 estavam desencarnados no astral. Essa família inclusive foi responsável pela extinção de uma etnia de africanos, uma tribo pequena com aproximadamente 350 pessoas, que eles invadiram, mataram umas 30 pessoas e aprisionaram as demais. O chefe dessa tribo foi morto na captura e era quem perseguia a família, mantendo sobre esses espíritos uma energia pesadíssima de morte, que por gerações levou vários deles ao suicídio direto ou indireto, e depois de mortos ainda eram aprisionados.

Encontramos sete membros dessa família presos no astral por esse chefe de tribo, mais da metade morreu cometendo suicídio em gerações recentes. A pessoa que atendemos por conta de depressão foi um dos amaldiçoados originais, era dessa família da primeira geração que traficava escravos. Em outras vidas que nem os familiares atuais sabem, outros familiares amaldiçoados também cometeram suicídio. Não temos como saber o quanto desse karma de ter sido traficantes de escravos esses espíritos amaldiçoados já resgataram, mas a retirada do chefe de tribo que os perseguia e o resgate dos milhares de espíritos que eles traficaram vai amenizar bastante a energia de morte que paira sobre eles.

1.120 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page